sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

2 anos e 9 meses

1 comentários
Vamos as novidades:

A adaptação: Está indo muito bem. Tem dias que ele chora em casa que não quer ir pra escola, mas quando entra no carro pára de chorar, tem dias que vai sem chorar e fica sem chorar e tem dias que chora sentido me pedindo pra ficar comigo (esses dias são os piores, a mamãe fica o dia todo chateada). Ele não fala muita coisa da escola não, a gente pergunta, pergunta e ele só responde sim ou não. Mas quando resolve falar, fala bem. Esqueci de comentar que ele é gamado na professora dele. Ela se chama Eliane e o pessoal da escola diz que ela não pode nem ir tomar água, almoçar ou ir ao banheiro que ele chora que quer a professora dele. No geral estou feliz, pois se percebe que ele gosta da escola e dos amiguinhos. Só a separação da mamãe que o faz chorar, ainda.


 Fotos da salinha dele, que retirei da página do facebook


O desfralde: Esse aí tá um pouco devagar... Ele ainda usa fralda a noite, e durante o dia para o número 2. Não sei onde tenho errado, mas ele não faz, de jeito nenhum, o número 2 no vaso, nem no troninho, nem no redutor de assento, nada! E na escolinha que achei que fosse ajudar nisso... também não. Mesmo sendo todas os vasos sanitários menores (adaptados para crianças) e os amiguinhos para incentivar. 
Bom, continuo tentando. Sempre levo ele para tentar no vaso, as vezes ele mesmo pede, mas não sente segurança para fazer lá. Tem dias que ele pede a fralda e eu não coloco. Aí ele não faz, o dia todo. Mas tem dias que cedo (fico com dó) pois ele pede muito para colocar a fralda e percebo que ele está com muita vontade.

A recuperação das cirurgias: Essa novela parece que não acaba mais. Essa semana, começou no domingo, ele amanheceu com a pele grossa, cheia de bolinhas. E a região onde estavam os moluscos com bolinhas maiores. Levei na alergista que acha que os moluscos voltaram e que, além disso, ele está com reação alérgica (talvez do calor). Fui na dermatologista, no mesmo dia, que disse não ser moluscos as bolinhas maiores e que todo o corpo estaria com reação alérgica a anestesia geral que ele tomou para fazer as cirurgias. Eu confiei na dermatologista (e na verdade é o que desejo que seja, pois não quero imaginar que precisaremos retirar moluscos novamente) e, como as duas doutoras deram o mesmo tratamento de 15 dias com hidratante específico e xarope anti-alérgico, iniciamos na segunda e estamos a espera de melhoras.

Hoje ele completa 2 anos e 9 meses!!! Impossível não citar o clichê: COMO PASSOU RÁPIDO!!!




E pra finalizar, um vídeo!
Faz 15 dias que ele pegou um resfriado. Eu já esperava pois agora, na creche, em contato com outras crianças, ele ficará mais exposto mesmo. E a essa altura do campeonato, já sei até como lidar com isso, sem neura (rsrs). E pra que ele faça a inalação sem reclamar (pq ele não gosta) vale tudo... até palhaçada de mãe! kkkkkkk


video

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Recuperação + Adaptação na Escola

5 comentários
Hoje, bem mais animada que no último post, venho escrever sobre a recuperação das cirurgias e sobre a adaptação na nova escola.

Decidi esperar um pouco para escrever sobre esses assuntos para não parecer que só venho aqui para lamentar, então, esperei a poeira baixar e cá estou, feliz da vida pois meu pequeno já está recuperado e praticamente adaptado na escola. Uhullll!!!! :D :D :D

Mas bora contar como foi o processo...

Como havia prometido no outro post, fui em outro cirurgião (não voltei mais no que o operou, para evitar o estresse rs) e o doutor disse que a cirurgia estava ok e que a melhora era mesmo questão de tempo, pediu que continuasse com a pomada e deixasse ele o máximo de tempo sem fralda. E assim eu fiz, e hoje ele já não sente mais nada, e a aparência do pipi está beeeem melhor, eu diria 95% cicatrizado já. Graças a Deus!

Na escola (que na verdade é a creche, mas eu não acostumei ainda com esse termo) deu trabalho. Depois de 2 tentativas em escolas particulares, decidi matricular o Kaleb na creche da prefeitura (CEI), pensando assim: "Se não der certo mais essa vez, pelo menos não gastei horrores com matrícula, mensalidade, livro, uniforme..." Fora isso, eu tinha a enorme vantagem de ter ao lado da creche a casa do meu cunhado, na frente dela a casa da minha avó e dentro dela uma vizinha, amiga da família, que trabalha como cozinheira. Vigias não iam faltar kkk. E isso me trouxe muita segurança para tentar novamente.

 Mas como em toda adaptação, ele esperneou no 1º dia durante todo o período; berrou no 2º dia na entrada e, segundo a professora, durante alguns períodos; gritou e grudou na mamãe no 3º dia na entrada e quando acordou do soninho... e a mamãe aqui , ainda de férias do trabalho, ficava com o coração esmagado, chorosa, contando os minutos para buscá-lo. Afinal, adaptação não é só para a criança, e no nosso caso inclui o papai, a vovó, a tia Maria, a bisavó... kkkk.

Um segredinho básico vou revelar agora: A casa do meu cunhado me serviu de esconderijo nos dois primeiros dias para vê-lo na aula... eu olhava escondida da janela dos meus sobrinhos... Feio, né??? Mas fiz isso sim e... me arrependi depois (rs) pois vê-lo chorar era como tortura para mim. Eu devia ter confiado que isso era parte do processo, que ia dar tudo certo e tuuuudo aquilo que a gente ouve e lê. Mas na hora ali é outro papo, e quem passou por isso ou está passando sabe do que estou falando.

 No primeiro dia de aula, desconfiado... achou que eu iria ficar ali, e quando descobriu que não...


Aqui minha visão da janela dos sobrinhos... ai que vergonha! 
Que a diretora nunca leia este post kkk


E pra provar que tudo o que ouvimos e lemos é verdade, faz 4 dias que meu mocinho está entrando sem chorar e fica sem chorar também, graças a Deus!!!!! E há 2 dias, para minha total felicidade (Siiiim! Não é exagero, é assim que estou me sentindo... mãe é assim mesmo), ele pede  para levá-lo para escola e fica lá, todo contente com os amigos.

Bom, é isso aí!!! Já voltei ao trabalho, estou aqui tranquila, pois sei que meu pequeno está sendo bem cuidado. Se ele está bem eu também estou bem!