quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Irmãozinho(a) à vista

0 comentários
Andei sumidinha por 1 mês mas trago essa baita novidade: Estou gravidíssima!

A descoberta foi em Campinas, estávamos hospedados na casa do vovô Paulo, pois fui trabalhar com meu pai nos eventos de formatura da empresa dele. Ficamos 10 dias por lá.

Para o Kaleb foi um período de férias e passeio, além da casa do vovô tinha a casa do tio. Estava um calor de rachar (lá faz bastante calor mesmo) e o pequeno aproveitou os dias quentes na piscina do vovô. Aproveitou tanto que mesmo com muito calor teve um início de crise de tosse, que foi logo combatida com xarope e inalação (impressionante como a gente fica "esperta" com o tempo rsrs).

Logo no início dos dias de eventos, eu percebi que meus seios estavam bem doloridos, as costas também doíam bastante... esses foram os primeiros sintomas. Mas, não dei importância, achei que eram por causa da correria e do calor de lá. Passaram-se uns dias e também senti uma azia, um mal estar e achei que era hora de fazer um teste de farmácia, afim de estar liberada para tomar um remédio que forçasse meu período menstrual, pois a esse hora eu achava que todo esse mal estar era por estar sem menstruar há muito tempo (pois tomava, quando lembrava, o anticoncepcional sem pausas). Falei para o papai e fomos comprar o teste. E "BUM!" positivo. As listrinhas vermelhas apareceram muito rápido!! Chorei de preocupação... pensava na crise financeira, no vírus zika, na falta de planejamento e principalmente na falta do plano de saúde que parei de pagar a pouco tempo...


Ficamos muito surpresos e preocupados. Mas o papai me acalmou e oramos à Deus, agradecemos pelo presente e nos alegramos.

Refiz o exame de fármácia, só para garantir ehehhe. Dessa vez comprei um mais chique e que prometia informar as semanas da gestação. Mas só depois de aberto que vimos que se fosse mais do que três semanas ele apareceria 3+ e não saberíamos exatamente a idade gestacional (cara de enganada).



No dia seguinte foi a vez do exame de sangue, só para oficializar, pois a esse hora eu não tinha mais nenhuma dúvida.

E ontem, já em São Paulo, fizemos o primeiro ultrassom para saber a idade gestacional e se estava tudo bem (estava preocupada pois tomei medicamentos fortes há pouco tempo, devido a uma taquicardia que me fez parar no hospital). Descobri que já estou com 9 semanas e graças a Deus está tudo muito bem...

Olhem só que gracinha o ultrassom, postei no facebook como "Nosso Primeiro Encontro".


Estavam todos lá (papai, mamãe e Kaleb), em uma salinha apertaaaada, para ver o novo membro da família, foi emocionante ouvir o coraçãozinho e ver, tão perfeitinho (a), mesmo que por tão pouco tempo (o exame foi mega rápido). Digo agora a todos que minha ficha só caiu mesmo depois de ontem, quando o ouvi.

E vamos seguindo, nessa correria de fim de ano. O único sintoma agora é ENJÔO! Estou enjoando muuuuito, bem mais do que na gestação do Kaleb (ou eu esqueci se senti tantas náuseas assim na gestação dele). Emagreci quase 5 kilos, desde que descobri.

O Kaleb está em festa! Beija minha barriga, me agradece pelo presente, diz que ama a irmã (ele fala com toda certeza que será menina). E estamos todos numa felicidade só.


quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Na escola nova... Conversa com a cordenadora e Atividades Divertidas!

2 comentários
Sobre a escola nova...

Tenho todos os dias, quando busco o Kaleb na escola, perguntado à professora como ele está em sua adaptação. Ela sempre me diz que ele tem se mostrado preguiçoso nas atividades mas que ela não força pois sabe que ele não estava acostumado com atividades de alfabetização na creche.

Estávamos combinadas de que, em casa, trabalharia a coordenação motora dele através de atividades que ela me sugeriu e estávamos fazendo isso com muito custo durante a noite, pois ele realmente é preguiçoso e não sabe lidar direito com a frustração (quando erra fica irritado e não quer mais fazer).

Essa foi uma das atividades que a professora mandou


Na semana passada em mais um dia em que perguntava sua evolução, a professora me avisou que a coordenadora iria me ligar para marcar uma reunião comigo. Fiquei curiosa, claro, e perguntei o que havia acontecido. A professora adiantou que o Kaleb estaria " bem atrasado" com relação as crianças da salinha dele. Decidi esperar e falar com a coordenadora naquele dia mesmo, e ela me atendeu.

A proposta da coordenação era de matricular o Kaleb para 2016 no Infantil I novamente e o motivo apresentado era para que ele não chegasse ao Infantil II e se sentisse deslocado.

De imediato não aceitei a proposta e justifiquei que não quero meu filho um ano atrasado na escola (ele com certeza iria odiar essa minha decisão quando estivesse maior, no Ensino Fundamental). E outro motivo que justificou minha decisão é o fato de ele ser uma criança grande/alta, ele sempre foi o mais alto da turma, e nessa turma não está sendo diferente. Imaginem no ano que vem com uma turminha ainda mais nova!

A coordenadora entendeu meus motivos e disse que então deveríamos trabalhar juntos (os pais e a escola) e que nós, em casa, teríamos que auxiliá-lo ainda mais para que ele se iguale a turma.

Mesmo sabendo que não seria fácil, eu aceitei, e começamos a jornada.

Primeiro dia de atividades em casa.



A atividade foi essa, a letra E que ele copiou da mamãe 
Porém, estamos falando de uma criança de 4 anos! Quero ajudá-lo e não sobrecarregá-lo! E está sendo bem difícil saber dosar. Agora vejo que minha neura não foi a toa quanto a matrícula-lo ainda esse ano, mesmo estando no fim.

Eu e a vovó fomos ao Armarinhos e fizemos um kit de atividades para usarmos em casa (comprei guache, giz de cera, cola colorida, lapis de cor, cartolinas, pinceis, papel crepom, lã) e estou buscando informações na internet de atividades que trabalham a cordenação motora de modo lúdico, pois tem que ser assim, senão daqui a pouco o rapazinho nem na escola vai querer ir mais (toda aquela empolgação pela escola nova já deu uma esfriadinha).


Com a ajuda da mãmae, ajudou o menino a chegar na bandeira, com cola e lã.
Em cima ele fez o A, eu havia pedido que tentasse escrever o nome dele, ele fez o A e disse que estava bom já (essa preguicinha!)

Contornou os pontilhados sozinho!
Mas quando sai da linha fica bravo e não quer mais, por isso não houve a pintura dos lápis.


Não tá sendo moleza não, temos revezado eu e o papai no preparo do jantar, pois quando ele chega da escola (e nós terminamos o trabalho), deixamos que ele brinque um pouco e logo chega a hora da "Atividade Divertida" (resolvi chamar assim).

E bora lá, na difícil tarefa de ser mãe educadora! rs

letra I do jeitinho dele mas aprendeu
Comecei pelas vogais e ele ainda não fixou todas.

Letra A ele já sabe bem e ontem colamos bolinhas de papel crepon nela.
Fazer as bolinhas foi a atividade na verdade... trabalhou a concentração e o recorte para a cordenação motora.











quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Primeiro Dia na Escola Nova

3 comentários
O Kaleb pediu muito, quase todos os dias ele dizia que queria ir para a escola, estava sentindo muita falta da interação com os amiguinhos e das brincadeiras. Então, aliando esse desejo com a necessidade dele e minha, resolvemos matriculá-lo ainda esse ano. E hoje 29.10.2015 foi o seu primeiro dia de aula, no Infantil I.

Serão só alguns dias de aula, 1 mês e meio, mas acredito que será bom para a adaptação dele no novo ambiente e para prepará-lo para o ano que vem (que haverá cobrança maior com a alfabetização obrigatória).

Já havíamos visitado algumas escolas e decidimos (eu, o papai e a vovó) que ele estudaria no colégio Isaac Newton pois além de aprovarmos o método de ensino (Mackenzie) e a estrutura da escola, o que mais nos atraiu foi o fato de ser um colégio Cristão Adventista, onde ele também terá ensino religioso.


Foi a vovó quem o presenteou com a matrícula e o uniforme... se fosse um investimento nosso teria que aguardar até o ano que vem (Obrigada vovó Sandra!!! Leitora assídua do blog).

Hoje, ao levá-lo (o papai e a mamãe - coisas de primeira vez rs) , notamos que a escola estava muuuito agitada. Tinha crianças por todo o pátio pulando e gritando.  Ficamos assustados, meio receosos enquanto aguardávamos a professora para conversar. Vimos também alguns pais afoitos, alegres e o inspetor nos explicou: Um ator da novela Carrossel estava na escola e as crianças do Fundamental estavam aguardando para vê-lo e tirar fotos... Ah tá! E como os alunos do Infantil não iriam vê-lo resolvi nem falar nada para ele, seria muita informação...

Quanto a ele? Desde ontem estava suuuuper ansioso e foi hoje para a escola sorrindo a toa. Adorou a idéia de usar uniforme, de levar lanche, de ter aula de natação na escola também... "Estou muito feliz", foram as palavras dele. Imagina a mamãe aqui como está então, né?

Voltou capotado. Hoje foi no parquinho e teve aula de educação física, tudo no mesmo dia, no primeiro dia! Aí juntou a saudade do soninho da tarde (o horário da escola é a tarde... bye bye soninho) e dormiu de babar na volta para casa, dentro do carro.

No recadinho da agenda veio as boas vindas e a informação de que ele se comportou muito bem, não chorou e comeu todo o lanche (mal sabe a professora que ele come meeesmo! rsrs) 

Estamos todos muito animados com essa novidade!!!


sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Encontro MaternAmigas e Congresso Infantil

3 comentários
Participamos de dois eventos super bacana que estou devendo post, os dois com foco no pequeno:

ENCONTRO MATERNAMIGAS

O primeiro foi o Encontro MaternAmigas. Já falei desse grupo tão especial por aqui outras vezes (que já teve outros nomes também). Somos amigas desde a gestação, antes pelo BabyCenter e depois através do Facebook, onde pudemos nos aproximar ainda mais e compartilhar de cada momento de nossos pequenos (e nossos) desde o nascimento até agora. Agora ele está mais ativo no WhatsApp, nos falamos sempre.

O encontro desse ano aconteceu em SP (no ano passado foi em Florianópolis e nós fomos, olha o post aqui). Ficamos dois dias, 05 e 06 de setembro, em um sítio muito gostosinho, o Recanto Aralú, na cidade de Arujá. Foram dias muito proveitosos, apesar do frio, que insistiu em não nos deixar. O Kaleb brincou demaaaaais, jogamos muita conversa fora. Ficávamos em rodinhas de conversa o tempo todo, com assuntos que não acabavam mais. Foi muito bom! Dessa vez o papai também foi (mas acreditem, não há nenhuma fotinha se quer dos papais rsrsrs) e ele foi o churrasqueiro da vez ehehehe.





Só as mamães



 



A Selfie não pode faltar!




 Super Heróis em ação!
















Ele ficaria dias com essa fantasia



Só os meninos, fazendo a festa


Amo essa foto, todos os pequenos juntos! 

Eu, fazendo graça


Muito amô


 ......

CONGRESSO INFANTIL

O segundo foi o Congresso Infantil. Um evento realizado todo ano em nossa igreja (Presbiteriana) para a criançada, sempre próximo ao Dia das Crianças, e nesse ano foi no dia 26.09.2015, em um sábado, e cada criança representava um país, uma forma de intercessão pelas nações.

O Kaleb, junto com a priminha querida Mylla, representou a Índia! E ficou uma graça os dois juntos.

Kale e Mylla, representanto a Índia. Que lindeza!

Entraram envergonhados, mas foram firmes até o fim do corredor


 As meninas estavam liiiindas, com suas roupas e adereços e o meninos se achando com a camiseta estampada a bandeira do país que representava. Achei a idéia muito criativa e não imaginava que o Kaleb iria ficar tão animado com a idéia, ele ficou dias ansioso esperando chegar o dia do congresso, uma graça de ver!

Eles cantaram, dançaram, ouviram histórinha da bíblia... uma diversão só! 
E a comemoração continuou no domingo, refizeram a entrada e as apresentações para toda a igreja.


Meninos dançando. Olha o Kaleb ali, dançando do lado errado rs

KAaeb tbm fez entrada com a Sophia que representava a Argentina

Olha a produção, uma mais linda que a outra...

Ah, esse trio... Lara, Mylla e Kaleb

Envergonhados



Já estamos ansiosos pelos próximos...



segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Atualizando...

1 comentários

Eu por aqui depois de um tempinho sumida e pelo mesmo motivo de sempre: CORRERIA (de mãe, esposa, profissinal, dona de casa...).


Aí, para atualizar, vou fazer 2 posts essa semana (já defini como meta rs). Esse para falar um pouquinho como andam as coisas, e o outro para contar de dois eventos especiais que participamos: Encontro Maternamigas e o Congresso Infantil.

Bom, meu pequeno continua sem escola e agora me arrependo muito de ter tirado ele da creche. Ele tem ficado sob os cuidados da vovó (minha mãe) e eu continuo trabalhando em casa e duas vezes na semana fora. Sua única atividade tem sido a natação, que ele ama. Fora isso tem sido o dia todo em casa, assistindo DVD :(

Continua agitado, bravo, impaciente... e agora toda essa agitação começou a me preocupar. 

Motivo: O professor da natação (assim como a professora da creche já tinha feito) me chamou essa semana para perguntar se ele era hiperativo. Ele disse estar perguntando devido a sua agitação, dificuldade de concentração e falta de interesse nas atividades propostas. 

Eu já tinha chamado a atenção dele em casa por algumas vezes pois ele brinca, pula, ri e fala durante toda a aula e acaba não prestando a atenção no que precisa fazer. Mesmo assim confesso que fiquei surpresa ao ser abordada pelo professor.

Na ultima aula, a meu convite, o papai  também foi conferir e a "solução" sugerida por ele foi "mudar o estilo de DVDs que ele assiste e não deixar que ele veja mais cenas de violência na TV" (ele se refere as cenas dos filmes de super heróis que o Kaleb passa todo o tempo imitando)
ó lá, jogando a teia do homem aranha... rs

Sinceramente não sei o que pensar, penso que esse comportamento é normal para a idade dele mas... ainda desacreditada, estou pensando em procurar uma orientação do pediatra para esse caso.

Minha preocupação maior agora é a dificuldade que ele terá no ano que vem ao voltar para a escola. Além do comportamento, que me preocupa bastante, andei conversando com mamães que tem filhos nessa idade em escolas particulares e percebi que os pequenos estão bem a frente do Kaleb, já conhecem o alfabeto e os números, até escreve, enquanto o Kaleb não. Ele sabe alguns números e poucas letras que ensinamos em casa. E isso nada tem a ver com o comportamento dele, e sim com o ensino da creche pública, lá eles não iniciam a alfabetização no jardim (o que devo registrar que não acho errado, para mim criança nessa idade deveria apenas brincar mesmo). 

As vezes penso ser "a doida preocupada", afinal meu filho tem só 4 anos. Mas qual é a mãe que não compara seu filho com outras crianças da mesma idade para saber se está tudo bem? Certo ou não, é o que tenho feito ultimamente, esquentado a cabeça por antecipação!

Nossa família
No mais, o que tem criado cabelinhos brancos na mamãe aqui é a crise financeira que está tomando o país. 
Em nossa casa já estamos sentindo essa crise há algum tempo, infelizmente. Estou em uma nova empresa, trabalhando mais e ganhando menos, e o papai que arriscou um trabalho autônomo (com caminhão) está sentindo mais ainda. 

E seguimos assim, com nosso futuro nas mãos de Deus. E crendo sempre que Ele tem cuidado de nós.

domingo, 23 de agosto de 2015

Cuidado com a água do planeta

1 comentários
Postei no meu facebook, mas achei válido registrar aqui também. Afinal, essa fase é um barato A Fase das "Pérolas"....

Acordamos esses dias sem nenhuma gota de água em casa.O Kaleb viu que eu estava preocupada pois precisava tomar banho ou ao menos escovar os dentes e lavar o rosto para sair para o trabalho e me chamou a atenção:

- Eu te disse, mãe, que a água do planeta ia acabar!!!

rsrsrs. Meu pequeno está consciente!


Um beijo de cara inchada e bigode de leite para vocês!!!


terça-feira, 18 de agosto de 2015

Trabalhando em Casa

2 comentários
A novidade da vez é... Estou alternando entre trabalho em casa e fora!

Me livrei por alguns dias da semana do transporte público de SP (lotação e metrô) que está o caos, horrível, desumano! Graças a Deus, meu chefe me deu essa oportunidade então, ajeitei um cantinho em casa e cá estou nessa nova rotina.



Eu já desejava trabalhar em casa, mas era na área da beleza, como esteticista e designer de sobrancelhas (e isso agora virou um sonho que pretendo realizar), mas nunca tinha imaginado trabalhar em casa na área em que sou graduada, Comércio Exterior.

Uma ou duas vezes na semana devo ir à empresa, esse é o combinado. A adaptação não está sendo fácil. Acho tudo muito estranho ainda... mas tá cedo para concluir qualquer coisa. Eu pensava que trabalhar em casa me permitiria trabalhar nas coisas de casa também, e isso não é possível, pelo menos não no meu caso.

E junto com essa mudança calhou a saída do Kaleb da creche, decisão que tomei pouco antes das férias se iniciarem. Ele sabe que estou trabalhando pois expliquei para ele mas me vendo em casa ele quer atenção... o que é normal, afinal estamos falando de uma criança de apenas 4 anos. Então, ele tem ficado com minha mãe, na casa dela, até definirmos bem como as coisas vão ficar.

Quero matricular meu pequeno, por meio período, em uma escola particular cristã, como sempre quis fazer. Mas essas coisas gastam bastante din din e agora não dá pois estamos, assim como muitos outros brasileiros, sofrendo bastante por aqui com o efeito da crise em nosso país.

Não quero esperar muito, o Kaleb precisa muito desse convívio com outras crianças, com atividades voltadas para idade dele. Ficar em casa assistindo TV com certeza não trará nenhum beneficio à ele.

Enquanto isso, o que temos feito para gastar energia são aulas de natação no clube perto de casa, o ACM, que nos matriculamos há alguns dias.

E essa é a novidade!!! Mais uma adaptação para nossa "Coleção de Adaptações 2015".

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Relato do Meu Parto Cesárea

1 comentários
Sim, vou fazer esse post agora, depois de 4 anos!

Duas leitoras do blog já me pediram esse post e ele estava mesmo com esse "débito".

Fiquei um tempo sem pensar em fazer esse relato por achar que não tinha muito o que postar, já que meu parto foi uma cesárea agendada.  Olha só que bobagem isso que achei! Achava (e ainda acho) lindo ler os relatos dos partos normais, partos naturais, humanizados... aqueles longos textos cheio de emoção e acontecimentos inesperados.

Acho também que não postei antes por medo da discriminação que virou onda na internet e principalmente nas redes sociais com as mães que não tiveram parto normal. Parecia que as mulheres que receberam seus pequenos nos braços através de cirurgia cesárea fizeram algo de errado. E sabemos que isso não tem nada a ver, ninguém é mais ou menos mãe por causa do meio em que deu a luz. Agora parece que essa bobagem deu uma controlada e acredito que foi após as várias réplicas das mamães, em defesa própria.

Eu, desde o começo da gestação, queria ter o parto normal. Sentia medo da dor, não posso negar, mas o medo entrava em conflito com a vontade, que sempre vencia e que nunca me fez desistir.

Me lembro bem que assistia, sem me cansar, aquelas séries do canal Discovery Home and Health que mostrava partos e a vida do bebê RN. Me lembro de dois agora: "Um bebê por minuto"e "Eu não sabia que estava grávida". Era uma delícia! Passava horas em frente a TV, extasiada!

Minha gestação foi tranquila. Engordei um tico mais da conta, 22kgs (haha)! E no final da gestação, como quase toda mulher grávida estava bem cansada e tomada pela ansiedade da chegada do meu pequeno, com tudo pronto!

Olha a cidadã, 22 kgs acima do peso normal!


No ultrassom que fiz com 38 semanas, descobrimos que o cordão umbilical estava envolto ao Kaleb, formando 3 voltas em seu pescoço. Essa não é justificativa para parto cesárea, é possível sim ter um parto normal dessa maneira, desde que haja uma manobra de retirada do cordão (desfazer o nó) durante o parto, minha ginecologista e obstetra Dra Amélia me passou essa informação, não omitiu, mas me aconselhou a fazer o parto cesárea e deixou que eu tomasse a decisão. Eu não hesitei, não queria sofrer nenhum risco...topei de cara o PC e logo marquei a cirurgia que aconteceria 5 dias depois, as 38 semanas e 5 dias (disso me arrependo, do tempo, deveria ter aguardado as 40 semanas. Pode não ter nada a vê mas acho que se fosse assim ele não teria tantas crises respiratórias, alérgicas e as tais pneumonias, que tanto nos fez sofrer).

A chegada ao hospital, o papai estava muito, mas muuuito ansioso!


O parto em si foi super tranquilo, tudo como esperado, graças a Deus! Eu estava tranquila, muito mais do que imaginava que estaria. Confiava na minha obstetra e no suporte que o hospital me oferecia.



Se passaram poucos minutos quando a Dra me disse: É agora!
Daí então ouvi aquele chorinho, o famoso chorinho que nos faz sentir o melhor momento de nossas vidas. Estava eu e o papai chorando, tomados pela emoção.
Logo a enfermeira trouxe nosso pequeno para perto de mim e pude senti-lo de pertinho, conversar, cheirar... Não existe som melhor nesse mundo!!! Não existe sensação melhor nesse mundo... Com certeza não existe!


Minha foto preferida!!!
Mamãe e papai contendo a emoção e meu pequeno ali quietinho, nos sentindo e nos ouvindo...


Tinha uma super galera assistindo a chegada do meu príncipe Kaleb, foi muito legal. Todos acordaram bem cedinho para estarem lá. O parto estava marcado para as 5:30hrs.

A galerinha...
Falta a tia Paula e a Tia Talita nessa foto

O papai quem apresentou o Kaleb à eles, através dessa janelona


A recuperação pós cirúrgica foi rápida. Apesar de eu ter achado que aqueles minutos naquela salinha de recuperação foram uma eternidade, tamanha minha ansiedade em pegar, cheirar e amamentar meu lindo bebê que havia nascido. Para mim, Michele, essa é a grande desvantagem que se tem em relação ao parto normal.

Dia 28.05.2011 às 06:08hrs manhã

Pesando 3,670 e medindo 51cm


A amamentação foi excelente, eu tinha muito leite. A 'pega' não demorou, ainda na maternidade ele já estava mamando (muito)... e o rapazinho tinha fome! (Ai...aaaiii! Isso sim dói bastante, não é fácil)

Recuperação pós parto eu tirei de letra. Cicatriz ficou ótima e para mim nunca foi e nem será motivo de vergonha, é a marca que terei desse momento lindo.
 
E não posso deixar de registrar minha satisfação com o hospital Pró-Matre que me atendeu muito bem e com a minha obstetra querida (e ginecologista) Dra. Amélia Cirone Espósito Papa, que sempre indico de olhos fechados para as as leitoras que me perguntam dela. Digo que, se tiver a oportunidade de ser mãe pela segunda vez, será novamente através de suas habilidosas mãos, seja PC ou PN.


quarto 416  s2

Não sei como seria publicar há 4 anos atrás, mas publicar agora foi uma experiência muuuito boa. Me trouxe muitas recordações! Bateu aqueeeela saudade, me fez lembrar de muitos detalhes. Adoro essas viagens ao tempo!!!








segunda-feira, 15 de junho de 2015

Ahhh os 4 anos!

2 comentários
Os 4 anos por aqui tem sido de muitas mudanças e descobertas... O rapazinho está tentando marcar território, impor seu espaço, suas vontades, seus gostos e ao mesmo tempo se descobrindo. Penso que essa fase é muito importante para a vida dele e que nosso papel como educadores e exemplos é imprescindível agora.

  • As birras continuam (nem quero me alongar nesse assunto). Elas agora estão menos frequente mas quando acontece.... Costumo chamar de "mega ataque de birra". Vocês leitores vão entender no final do post.
  • Em contrapartida, continua muuuuito carinhoso, principalmente com a mamãe. Eu gosto de dizer que são nossos momentos de "chamego"
  • Está com 19,800 kg e 1m11cm
  • Come muito bem, graças a Deus! Tem hora que precisamos pedir para ele parar de comer para a barriga não doer e horas que precisamos até brigar para parar de comer também rs. Come e pede "Quero repetição!" (acho que essa palavra ele aprendeu na escola, acho fofo!). E depois pede sobremesa.
  • Ama chocolate (como a mamãezinha aqui ehehe) e bolo de chocolate também.
  • Ainda come papinhas, ama! Se deixar quer todo dia.
  • Agora descobriu que adora tomate. Ele chama de "salada vermelha!"
  • Tá na fase de não querer salada e nem verduras. Verde não é com ele (tomara que passe logo, mas continuo oferecendo)
A cara da figura!!!


  • Odeeeeeia ovo e peixe, esses dois cheiros dá até ânsia de vômito nele. Mas procuro de tempos em tempos oferecer também.
  • Curte muito ver seus DVDs. Os preferidos da vez são: Tartarugas Ninjas, Patrulha Salvadora, Vingadores (filme do grupo ou dos super-heróis separados, tem todos), Homem Aranha (filme e desenho), Up Altas Aventuras. E na casa da vó assiste os infantis tipo Patati Patatá, Galinha Pintadinha... mas é por falta de opção mesmo preciso renovar o repertório de lá.
  • Há dias ele assiste também o canal Cultura, o que me deixa muito feliz pois é um canal educativo e que eu assistia quando criança também. "Castelo Rá-Tim-Bum" e "Que Monstro te Mordeu" são seus programas preferidos.
  • Devido ao gosto por super-heróis, só sabe brincar de lutinha... só brinca assim, seja com quem for. To tentando ensiná-lo que não é assim, que essa brincadeira machuca, que não é legal, mas está bem difícil para ele entender.
  • Quer escolher roupa agora, para convencê-lo a colocar a que queremos, precisamos citar 1000 qualidades delas, como por exemplo que é igual a do Thalles (Thalles Roberto - cantor gospel) ou de algum super herói.
  • Agora também está dando trabalho para escovar dentes e pentear o cabelo, mas não porque não gosta, é porque não quer parar para isso
  • Falando em parar... ele ainda não entendeu o significado dessa palavra. Se movimenta o tempo todo, até para comer ou assistir TV. Sempre andando, correndo ou pulando. 

O papai fez esse vídeo para provar  

  • Recebemos uma reclamação da escola que me deixou muito chateada. Ele se negou a guardar os brinquedos (o que sempre faz em casa também) e quando a professora chamou sua atenção ele deu um "mega ataque de birra" tentando chutá-la e até cuspir, precisando da intervenção da diretora e das professoras do apoio. Fiquei muito envergonhada, culpada (afinal, se eu forçasse em casa para que ele guardasse os brinquedos ao invés de guardar eu, ele não estaria tão mal acostumado), enfim... fiquei arrasada. 

Esse vídeo no youtube, da psicóloga Infantil que eu gosto muito de ouvir, Dra. Daniella Freixo de Faria, fala sobre esse assunto "Crianças Agressivas" e foi muito esclarecedor para mim

E, por conta desse episódio, do seu mal comportamento, conversamos muito com ele e o deixamos de castigo do tablet e dos joguinhos e vídeos que costuma ver no meu celular. Tomara que isso não aconteça mais.

segunda-feira, 1 de junho de 2015

4 anos

1 comentários
Chegou os 4 anos...

Ô fase gostosa é essa! Eu acho!!!

O Kaleb já entende tudo, aprende tudo, fala tudo (se deixar, até o que não deve), está bastante independente, dorme a noite toda (achei que não aconteceria isso nunca rsrs), tem ficado menos dodói (isso é muuuito bom, graças a Deus) e não usa mais fraldas. Ainda toma tetê (mamadeira) mas não são 6 ou 7 como antes agora é apenas uma ou no máximo duas ao dia (exceto na casa da vovó, acho que o tetê lá tem outro sabor, só pode!).

A questão do tetê estou trabalhando para que seja transferido para o copo, apenas pela questão ortodôntica mesmo pois a mamãe aqui tomou até os 7 anos e precisou de correção com aparelho ortodôntico por longos anos, e o resultado não foi 100%.

As birras não cessaram mas diminuíram e agora que ele já entende tudo e há um dialogo e um "acordo" tipo: "Filho, estamos indo ao shopping para vc brincar no Play, vc vai poder brincar em 4 brinquedos hoje e depois vamos comer e vir embora, ok?" ele contente diz: "Igual eu, 4 anos né?" eu digo que sim e tá tudo certo. Não preciso vir embora descontente, estressada e até suada de arrastar o filho chorando e fazendo birras pelo shopping até o estacionamento.

Como sempre digo, ele é bravo, genioso, mas suuuper carinhoso. Fã dos super heróis, em especial o Homem Aranha, Volverine (qualquer palito ou talher viram garras) e dos personagens de Os Vingadores. A festinha dos 4 anos, sábado passado dia 23.05.2015, teve o tema Thor (que ele mesmo escolheu) e foi muito divertida (E corrida! Mamãe aqui ficou um caco!!) apenas para família pois nesse ano a grana estava curta.


Algumas fotos que a tia Evelyn tirou com muito carinho:

O convite... a amiga Bruna, da Bubu Art's que mais uma vez fez esse trabalho lindo.

A mesa


Detalhes

Esse boneco ficou a coisa mais linda!
 A amiga Michelle do Atêlie Entre Linhas quem fez!


As bolinhas não podem faltar!
Os brinquedos foram alugados da amiga Sandra, da Disk Brink



Falando em brinquedo, esse fez a diversão da criançada.
Tombo legal!

Convidados

Os meninos também brincaram na quadra do condomínio
E as crianças no playground


Ficou com o cabelo meio estranho assim rs
Mas ainda descabelado é meu lindo


Esquecemos de comprar a vela (!!!!!)
Sopra o martelo mesmo filho! (Oh dó!)

Enquanto a mamãe pegava a faca para cortar o bolo...
SMASH THE CAKE!!!

O primeiro pedaço foi para o tio Neto...
Ele e esse tio viu!

E o segundo foi para a vovó Sandra
(Ele deu a ela dizendo que era o primeiro... tipo: O segundo primeiro pedaço kkk)